Sindicato dos Servidores da Assistencia Social e Cultural do GDF

Servidora tem carro incendiado na porta do Creas de Taguatinga Sul

27/01/2020 13:35

 

Uma servidora do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), de Taguatinga Sul, teve o seu carro incendiado na manhã desta segunda-feira (27 de janeiro). A agente social M.N. relata que o vigilante a abordou para avisar que o veículo estava em chamas. “Precisei de dois extintores de incêndio para apagar as chamas do meu carro. Ao lado dele tinha um galão vazio”, relata. A servidora registrou ocorrência na 21ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga Sul.

 

O caso é mais um registro de violência contra servidores da assistência social, que vivem em constantes situações de perigo, causadas pela falta de servidores e pela falta de segurança nas unidades de atendimento. “A situação de violência tem piorado porque, com a crise do desemprego mais pessoas precisam procurar atendimento na assistência social, enquanto o número de servidores não aumenta. Estamos operando com 20% da quantidade de servidores necessária”, pontua o presidente do Sindsasc, Clayton Avelar.

 

O Sindsasc tem recebido uma série de relatos de violência em unidades de atendimento da assistência social. Na semana passada, um vigilante do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) de Sobradinho foi esfaqueado. No Cras do Areal, servidores foram ameaçados de morte recentemente. O Cras de Samambaia, passou por situação de assalto armado e precisou ser fechado devido à falta de segurança. No Restaurante Comunitário da Estrutural, servidores foram feitos de reféns durante um assalto.

 

Necessidade de mais servidores

O concurso público da assistência social é foco de articulação política do Sindsasc. A entidade exige a contratação dos concursados e explica que já havia a previsão na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de que fossem contratados 314 aprovados para a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e 260 para Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejus). De acordo com o sindicato, somando o que já estava previsto na LDO - 574 contratações, mais as emendas apresentadas na Câmara Legislativa, a estimativa é que um total de 1.628 servidores concursados devam ser contratados em 2020, apesar do veto do governador.




Ultimas Notícias


22/09/2020

Sindsasc lança rádio online em outubro

Ver Notícia

24/09/2020

Sindsasc foi convidado a participar de reunião da comissão de assuntos sociais da Câmara legislativa

Ver Notícia

23/09/2020

Sindsasc reúne com Cress e CRP para ações comuns visando a nomeação dos aprovados no concurso

Ver Notícia

21/09/2020

A importância da luta contra a reforma administrativa

Ver Notícia

23/09/2020

GDF é cobrado por R$ 4,5 milhões que não foram usados na Casa da Mulher Brasileira

Ver Notícia

21/09/2020

Bolsonaro corta pela metade o orçamento para fiscalização trabalhista

Ver Notícia

22/09/2020

Justiça obriga GDF a devolver pertences tomados de pessoas em situação de rua do SCS

Ver Notícia

18/09/2020

Sindsasc saúda os educadores sociais

Ver Notícia