Sindicato dos Servidores da Assistencia Social e Cultural do GDF

Com decisão do STF, GDF continua com calote no reajuste dos servidores apenas por intransigência

03/05/2019 12:53

Dois dias após ser acionado, o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que determinava a retirada de R$ 10 bilhões dos cofres do governo do Distrito Federal para ressarcir a União. A decisão provisória foi tomada pelo ministro Marco Aurélio Mello e ainda precisa ser votada no plenário da Casa.

A decisão do STF retira do GDF o argumento de que não era possível pagar, a curto prazo, a terceira parcela do reajuste aos servidores públicos do DF. Com a decisão, o governo não precisa mais devolver R$ 10 bilhões à União. Sendo assim, o calote do GDF aos servidores continua a acontecer somente pro intransigência.

Relatório divulgado pelo GDF, relativo aos últimos quatro meses de 2018, mostra que os gastos do governo caíram e estão abaixo do limite de alerta. "Isso demonstra que há intransigência do governo em não estar aberto em negociar o reajuste. Nesse ponto, o governo Ibaneis Rocha tem sido uma reedição da gestão de Rodrigo Rollemberg", avalia o presidente do Sindsasc, Clayton Avelar.

 

 

Foto: Nelson Jr./SCO/STF


Ultimas Notícias


18/07/2019

TV Sindsasc debate sobre os benefícios da assistência social e a Semana de Lutas

Ver Notícia

16/07/2019

Convocação - Reunião Delegadas(os) Sindicais

Ver Notícia

18/07/2019

Recursos para a assistência social ficam travados por má gestão do GDF

Ver Notícia

16/07/2019

Vídeo: veja como foi a assembleia-geral do Sindsasc

Ver Notícia

17/07/2019

Deputado Julio Cesar votou contra os servidores do DF

Ver Notícia

15/07/2019

Mesmo com mudanças, texto da reforma da Previdência tem pontos negativos para a classe trabalhadora

Ver Notícia

15/07/2019

Informes do Sindsasc - segunda, 15 de julho

Ver Notícia

17/07/2019

Bolsonaro avança na retirada de direitos trabalhistas

Ver Notícia